×

Luiz Paulo cobra contratação de médicos formados no exterior para atuarem em Rondônia

Pedido de urgência na efetivação da lei ocorreu durante entrevista em Novo Horizonte do Oeste/RO.

Dr. Luiz Paulo durante entrevista ao programa Vale Tudo em Novo Horizonte/RO.

Em entrevista ao programa Vale Tudo, na Rádio Planalto, em Novo Horizonte do Oeste/RO, o advogado Luiz Paulo Batista, cobrou do governo do Estado a efetivação da Lei 4.988/2021, já em vigor, e que permite a contratação de médicos brasileiros ou estrangeiros formados fora do Brasil e que ainda não têm a revalidação do diploma em território nacional para atuarem, temporariamente, em Rondônia nesse momento caos. Para Luiz Paulo isso é essencial, pois ele é um defensor ferrenho da ampliação do atendimento na rede pública, especialmente pela vivência da pandemia, que tem tirado a vida de milhares de rondonienses e brasileiros, desde 2020.

Para o advogado, o exame Revalida, que só teve uma edição após a reformulação, em 2019, é o meio eficaz e legítimo para que seja feito o ingresso de formados no exterior para atuação no país, que tem dimensões continentais, com enorme desigualdade na distribuição dos médicos, principalmente para as cidades menores, que sofrem com a carência de leitos e pessoal especializado. Mas o momento exige essa contratação emergencial e temporária.

“Que se contrate esses médicos, para ajudar nesse momento de pandemia. O Estado de Rondônia precisa de mais médicos. Nesse momento, é necessário haver uma união de esforços para que a população não fique desassistida”, informou o advogado, na entrevista dada aos apresentadores Edilson Soares e Mariza Soares, na última terça-feira, 25/05. Segundo Luiz Paulo, ainda não houve nenhum pronunciamento do governo do Estado, que já deveria ter feito um chamamento público para que essas pessoas sejam selecionadas e comecem a trabalhar. “Eles podem ajudar ao menos nos postos das comunidades, no atendimento básico de saúde, para que os profissionais com registro e mais experiências possam socorrer o povo nos hospitais e lutar contra esse mal invisível”, defendeu, referindo-se à Covid-19.

“Eu ando os quatro cantos do Estado e em todo lugar falta médicos e atendimento adequado à necessidade do cidadão. Inclusive a deputada federal Jaqueline Cassol, tem encampado essa luta no tocante a contratação desses profissionais em Rondônia”, informou o advogado, ao ressaltar que mais de 15 mil brasileiros formados no Paraguai, Argentina ou Bolívia, entre outros países, esperam por essa oportunidade. “São filhos dessa pátria que buscam oportunidade de formação, diante dos altos custos e poucas vagas públicas no Brasil”.