×

Prevenção ao suicídio e automutilação é urgente, defende Dr. Luiz Paulo em audiência no DF

O advogado também falou sobre a necessidade de fortalecimento dos CAPS.

Prevenção ao suicídio e automutilação é urgente, defende Dr. Luiz Paulo em audiência no DF

Dr. Luiz Paulo no plenário das Comissões da Câmara dos Deputados.

O suicídio entre os jovens já é considerado uma epidemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e a automutilação entre outros sintomas da depressão e transtornos mentais são pautas urgentes para a sociedade, em especial para os pais de crianças e adolescentes, faixa etária cujos índices tornam a prevenção e a evidência a essa questão de saúde pública um assunto para ser discutido agora pela sociedade brasileira e, também, pela comunidade das cidades rondonienses. Durante Audiência Pública realizada nesta quarta-feira, 10, na Câmara dos Deputados, em Brasília-DF, o advogado e jornalista Dr. Luiz Paulo Batista fez a defesa do fortalecimento da rede de atendimento pelos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), que algumas localidades se encontram sucateados.

“A urgência da atenção com a saúde mental da nossa população está evidenciada pelo crescimento do adoecimento e a demanda que deve ser ainda crescente por conta desses quase dois anos de pandemia de Covid-19”, explicou Dr. Luiz Paulo, a destacar a importância do Grupo de Trabalho Jovens sobre Suicídio da Câmara dos Deputados, cuja audiência foi presidida pela deputada federal Jaqueline Cassol (Progressistas).

Segundo relatório da OMS, divulgado em junho deste ano, o suicídio é uma das principais ocorrências de óbito no mundo. Em uma comparação, mais pessoas morrem por suicídio do que HIV, malária, homicídio e câncer de mama. E mais preocupante, conforme alertou o Dr. Luiz Paulo, essa foi a quarta maior causa de morte de jovens entre 15 e 29 anos precedido de mortes por acidentes de trânsito, tuberculose e violência interpessoal, com maior incidência entre as pessoas do sexo masculino.

Quero parabenizar aos parlamentares que fazem parte deste Grupo de Trabalho, ao agradecer pela oportunidade de falar em tema tão preocupante, para todos os pais e avós do Estado de Rondônia. Luiz Paulo é advogado atuante em Rondônia, com mais de 18 anos de experiência no Jornalismo, atualmente é secretário-geral dos Progressistas em Rondônia e vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Rondônia (Sinjor). Com atuação voltada ao fortalecimento partidário, Dr. Luiz tem percorrido todos os municípios de Rondônia, oportunidade em que se depara com as mais urgentes necessidades da população. “Ao conhecer de perto a realidade das pessoas nos tornamos mais sensíveis aos mais diversos temas”, afirmou.

Setembro Amarelo

“Eu acho que não deveríamos ter o ‘setembro amarelo’, evidenciando o trabalho de prevenção durante todo o ano. Para o advogado, o estigma da data pode acabar estimulando o cometimento do ato ou sua tentativa em decorrência da data”. Para ele, esse é um assunto para ser discutido durante o ano inteiro, dada a gravidade do tema e urgência de políticas que socorram as famílias desde mal.